quinta-feira, 20 de março de 2014

O Galo e a Raposa



PLANO DE AULA
IDENTIFICAÇÃO
Turma: 4º ano
Disciplinas envolvidas: Língua Portuguesa
Conteúdos: Interpretação de texto, leitura e oralidade.
OBJETIVO  ESPECÍFICO:
·       Ler  com compreensão e autonomia;
·       Interpretar as questões;
·       Produzir um texto de acordo com o tema proposto utilizando as convenções gráficas: paragrafação e pontuação.
DESENVOLVIMENTO METODOLÓGICO:
1º momento
Entregar o livro: Caderno de atividades e pedir que leiam o texto “ O GALO E A RAPOSA”; Orientá-los para que leiam com atenção; Pedir-lhes que leiam novamente o texto com atenção para uma maior compreensão textual e que resolvam as questões do livro; Após passar no quadro mais questões referentes ao texto para que haja uma continuidade da interpretação.
RECURSOS DIDÁTICOS: Quadro negro, materiais individuais do aluno, Livro: Caderno de atividades.

AVALIAÇÃO:
·       Durante a leitura expontânea, verificar se o aluno lê com entonação e fluência.
·       Durante a interpretação observar se o aluno consegue responder com autonomia.

REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA:  http://roseartseducar.blogspot.com.br/2012/10/o-galo-e-raposa-com-interpretacao.html


O Galo e a Raposa
         
      No meio dos galhos de uma árvore bem alta um galo estava empoleirado e cantava a todo o volume. Sua voz esganiçada ecoava na floresta. Ouvindo aquele som tão conhecido, uma raposa que estava caçando se aproximou da árvore. Ao ver o galo lá no alto, a raposa começou a imaginar algum jeito de fazer o outro descer. Com a voz mais boazinha do mundo, cumprimentou o galo dizendo:
            __ Ó meu querido primo, por acaso você ficou sabendo da proclamação de paz e harmonia universal entre todos os tipos de bichos da terra, da água e do ar? Acabou essa história de ficar tentando agarrar os outros para comê-los. Agora vai ser tudo na base do amor e da amizade. Desça para a gente conversar com calma sobre as grandes novidades!
            O galo, que sabia que não dava para acreditar em nada do que a raposa dizia, fingiu que estava vendo uma coisa lá de longe. Curiosa, a raposa quis saber o que ele estava olhando com ar tão preocupado.
            __ Bem – disse o galo –, acho que estou vendo uma matilha de cães ali adiante.
            __ Nesse caso é melhor eu ir embora – disse a raposa.
            __ O que é isso, prima? – disse o galo. – Por favor, não vá ainda! Já estou descendo! Não vá me dizer que está com medo dos cachorros nesses tempos de paz?!
            __ Não, não é medo – disse a raposa –, mas ... e se eles ainda não estiverem sabendo da proclamação?

            Moral: Cuidado com as amizades repentinas.

            (Fábulas de Esopo. Trad. Heloísa Jahn. São Paulo. Companhia das Letrinhas. 1999, p.22)


Estrutura do Texto
Que tipo de texto é esse? Justifique:

Interpretação do Texto 
1 – Relacione:
( 1 ) Vilão da história
( 2 ) Problema que deixa o galo em situação difícil
( 3 ) Personagem principal
( 4 ) Atitude do Galo
(    ) O interesse da raposa em comer o galo
(    ) Galo
(    ) Raposa
(    ) A estratégia do galo para não ser comido pela raposa

2 – Coloque (V) para as alternativas verdadeiras e (F)
para as falsas:
(    )  O galo considera a raposa sua prima de verdade.
(    )  A raposa considera o galo seu primo de verdade.
(    )  O galo não acreditava na raposa.
(    )  A raposa acreditou no galo.
3 – Marque a alternativa correta em cada questão:
A raposa para tentar enganar o galo afirmou:
a – Todos temos que nos respeitar.
b – A partir de agora seremos todos os bichos, irmãos.
c – Só alguns é que podem se perseguir.
d – A guerra está proclamada.               
4- A moral da fábula nos ensina:
a – Devemos ter amigos.
b – Devemos ter cuidado com as amizades que fazemos.
c – Devemos cuidar dos amigos que temos.
d – Devemos não nos preocupar em fazer amizades.

Um comentário: