sábado, 4 de outubro de 2014

Simulado Língua Portuguesa

PLANO DE AULA
1.     IDENTIFICAÇÃO
Turma: 5º ano
Disciplinas envolvidas: Língua Portuguesa
Conteúdos: Interpretação de texto, leitura e oralidade; Verbos, pronomes.

2.     OBJETIVO GERAL:
Tornar o aluno habilitado, quanto à interpretação de textos, compreenderem, manifestar opiniões e saber expressa-las em forma escrita.

3.     OBJETIVOS ESPECÍFICOS:
*     Ler com compreensão e autonomia;
*     Interpretar as questões;
*     Florescer nos alunos o gosto da leitura;
*     Fazê-los manifestar os seus conhecimentos por meio da leitura e interpretação;
*     Torná-los sabeis a interpretar um texto seja ele retratado em imagens, ou retratado em palavras.

4.     DESENVOLVIMENTO METODOLÓGICO:

1º momento
Entregar a atividade xerocada com textos diversos (Simulado) para que leiam com atenção e respondam as questões de múltipla escolha; Serão 08 .

5.     RECURSOS DIDÁTICOS: sulfite (xerox), materiais individuais do aluno.

6.     AVALIAÇÃO:
*     Durante a leitura expontânea, verificar se o aluno lê com entonação e fluência.
*     Durante a interpretação observar se o aluno consegue responder com autonomia e na correção perceber o número qe questões corretas.


7.     REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA


      8- ANEXO – Simulado para xerocar.


SIMULADO LÍNGUA PORTUGUESA   5º ANO                    data:_________________________
ALUNO:........................................................................................................

Qual a diferença entre a onça, o tigre e o leopardo?

Os três são felinos, carnívoros e ótimos caçadores. Eles possuem presas grandes e garras que se escondem embaixo da pele. Mas são espécies diferentes. A onça vive nas Américas, tem o pêlo cheio de manchas com uma pinta preta no meio. Já o leopardo vive na Ásia e na África e também tem manchas, mas sem a pinta preta no meio. O tigre habita na Ásia e não tem manchas, mas listras. O curioso é que o desenho das manchas ou listras é diferente de um animal para outro, como nossas impressões digitais.  Assim, não existem  dois  tigres,  onças  ou  leopardos iguais.
                                                                                      Revista Recreio, nº252, 2005
01. Esse texto trata:
(A) dos hábitos dos felinos.
(B)  das  diferenças  e  semelhanças  entre  as moradias dos animais.
(C)  das  diferenças  e  semelhanças  entre  o tigre, a onça e o leopardo.
(D) dos hábitos dos carnívoros.

02. No trecho “Eles possuem presas grandes e garras que se escondem embaixo da pele. o pronome grifado se refere a:
(A) Das impressões digitais.                                         
(B) Ásia e África.
(C) Dos felinos                                                              
(D) onça, o tigre e o leopardo.

O gato e o pintinho 
O gato costumava ficar deitado perto do fogão à lenha, principalmente nos dias de chuva. Erado tipo preguiçoso, em que continuamente era visto descansando. “Este gato adoro sombra e água fresca”, dizia sempre o dono da casa. E desse jeito foi naquela manhã de abril, quando o galinheiro ficou todo alagado após uma forte chuva e ventania. Ora, a galinha branca entusiasmada com o tamanho da nova ninhada, deixara um pintinho escapar das asas e, o pequeno animal ficara todo molhado! O gato de barriga cheia e preferindo um sossego, estava na cozinha como de costume. É fácil imaginá-lo contemplando ocioso o pintinho. Mais ainda o miado curto quando viu o filho mais velho da casa envolver o infeliz com um pano seco e limpinho: “Miau!” O pequeno filhote fez: “piu”, tão baixinho que o gato levantou a cabeça e num giro de 90° para a direita, seus olhos verdes encontraram outros dois olhinhos assustados. Angustiado com a perspectiva de sentir frio, o bichano ficou pensativo e acuado. Logo que o pintinho deixou de tremer, foi colocado no chão. E quanto tempo levou para o gato botar os pelos para aquecer lhe as penas? Uns segundos. Foi com espanto que o dono da casa viu que o gato possuía uma grande dose de solidariedade. E como era hora do café, um pedaço de cuscuz foi dado ao pintinho e, para o gato, um pires de leite bem quentinho.
                                                                         (Teresa Cristina Cerqueira de Sousa)


03. No texto, as expressões: “pequeno animal”, “o infeliz” e “pequeno filhote”, referem-se
(A)   ao gato.                                                     
(B)ao pintinho.
(C)ao filho do dono da casa.                           
(D)aos pintos da galinha. 

04. No trecho “E quanto tempo levou para o gato botar os pelos para aquecer-lhe as penas?”  a frase indica:
(A)uma interrogação.                                       
(B)uma exclamação.
(C)um pedido.                                                  
(D)uma ordem.

05. O texto: “O gato e o pintinho” classifica-se como:
(A)um conto.                 (B)uma parlenda.             
(C)uma anedota.          (D)uma poesia.


06. No trecho “E todos ficaram/ interessadíssimos” a palavra em negrito têm efeito de:
(A)negar o interesse dos meninos.
(B)enfatizar o interesse dos meninos.
(C)tirar a atenção dos meninos.
(D)questionar a veracidade da história

07. As palavras: ficaram – pequeno – Joãozinho, são respectivamente: 
(A) Verbo, verbo, Substantivo comum.
(B) Adjetivo, verbo, Substantivo Próprio.
(C) Verbo, pronome, verbo.
(D) Verbo, Adjetivo, Substantivo próprio.

Talita tinha a mania de dar nomes de gente aos objetos da casa, e tinham de ser nomes que rimassem. Assim, por exemplo, a mesa, para Talita, era Dona Teresa, a poltrona era Vó Gordona, o armário era o Doutor Mário. A escada era Dona Ada, a escrivaninha era Tia Sinhazinha, a lavadora era Prima Dora, e assim por diante.
Os pais de Talita achavam graça e topavam a brincadeira. Então, podiam-se ouvir conversas tipo como esta:
— Filhinha, quer trazer o jornal que está em cima da Tia Sinhazinha!
— É pra já, papai. Espere sentado na Vó Gordona, que eu vou num pé e volto noutro. Ou então:
— Que amolação, Prima Dora está entupida, não lava nada! Precisa chamar o mecânico.
— Ainda bem que tem roupa limpa dentro do Doutor Mário, né mamãe?
E todos riam.                                                                              (BELINKY, Tatiana. )

08. A mania de Talita de dar nome de gente aos objetos da casa demonstra que ela é:
(A) curiosa.                           (B) exagerada.           
(C) estudiosa.                       (D) criativa.


Algumas atividades foram retiradas do google, caso haja alguma sem referencia ao autor, por favos entre em contato que darei os devidos créditos.


Nenhum comentário:

Postar um comentário